Debate sobre Shock Corridor com Bernardo Scartezini

Nosso debate do último sábado (17/10) teve ótima contribuição de Bernardo Scartezini, que elaborou uma completa descrição do ambiente de formação e da trajetória de Samuel Fuller. Ele nos revelou como ele tentou se inserir na indústria de Hollywood, mas foi imediatamente podado pela blacklist do macartismo, tendo que constituir sua carreira no undergroud, exercendo influência sobre cineastas imediatamente posteriores, como John Cassavetes. Houve também uma prolífica discussão sobre a simbologia e a constituição formal de “Shock Corridor” (“Paixões que alucinam”), assim como em que medida esse filme difere dos posteriores de Fuller, especialmente “Beijo Amargo”, mais propriamente moderno, do qual Bernardo fez questão de exibir também a sensacional primeira sequencia. No vídeo, alguns bons momentos do debate:

Câmera: Marcelo Abelha

Edição: Gabriel de Souza

Confiram o blog de Bernardo Scartezini: The pothead blues

Advertisements
Comments
2 Responses to “Debate sobre Shock Corridor com Bernardo Scartezini”
  1. Luciana says:

    Parabéns pessoal! O vídeo está legalzinho, porém a captação de áudio com a câmera não ficou muito boa. Da próxima vez, seria interessante colocar um lapela no entrevistado.

    =]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: